Santo Alberto de Jerusalém

Festa a 17 de Setembro

Santo Alberto nasceu em Itália, por volta do ano 1149. Entrou para os cónegos regulares de Santa Cruz, vindo a ser Prior Geral da Congregação. Foi depois bispo de Bobbio e Vercelli.
A sua fama de santo tornava-o querido aos olhos dos papas, imperadores, reis, bispos e de todo o povo, que o venerava como santo que tinha o dom de estabelecer a paz entre os desavindos.
Por morte do Patriarca de Jerusal√©m, foram un√Ęnimes os bispos, pr√≠ncipes e o povo, em escolher para bispo de Jerusal√©m S. Alberto. O Papa teve que insistir muito para que aceitasse este cargo, que mais do que honra, era carga pesada, devido √†s dificuldades de toda a esp√©cie, em que se encontrava o reino de Jerusal√©m.
Embarcou para a Terra Santa no ano 1205, sendo o seu Patriarca de 1206 a 1214. Chegado à Terra Santa, fixou residência na vertente do Monte Carmelo.
Brocardo, ent√£o prior dos carmelitas, pediu ao Patriarca Alberto que lhes desse uma norma de vida. De bom grado S. Alberto a escreveu, tornando-se assim no Legislador da nossa Ordem. Por isso, e apesar de n√£o ter sido carmelita, a Ordem do Carmo o representa nas suas imagens vestido de carmelita e com a Regra na m√£o.
Nas suas dificuldades encontrou consolação e coragem junto dos carmelitas, seus amigos, de que foi sempre admirador e protector.
A Regra come√ßa assim: ¬ęAos amados filhos que moram perto da fonte de Elias, no Monte do Carmo‚Ķ¬Ľ
Quando, no dia 14 de Setembro de 1214, presidia em S. João de Acre, aos pés do Carmelo, à procissão da Exaltação da Santa Cruz, foi barbaramente assassinado, morrendo vítima do ódio este santo homem que passou a vida amando e fazendo a paz.

 

 

 

 

ÔĽŅ